Artistas Satélites

Itinerância Sala Vazia

Itinerância Sala Vazia é o programa de circulação da residência, que conta com o apoio de una rede de ações, festivais, universidades, residências entre outras parcerias e espaços artísticos.

Por meio deste projeto, os “artistas-satélites” realizam uma circulação por cidades latino-americanas e de outros países com o objetivo de desenvolver um escoamento de suas produções artísticas e criativas. E de desenvolvimento de ações partindo de experiências em comum . São emissores e receptores de vivências.

>>>

Santo Noise

A Sala Vazia Residência Artística está em parceria com o Festival Santo Noise – Festival Regional do Ruído e pensamos no seu nome para indicação de artista Sala Vazia. O festival reúne as tendências das músicas extremas e experimentais de todos os tipos (do barulho à improvisação), focado em oferecer uma série de performances de alta qualidade em torno de propostas que funcionam no que é conhecido como novas mídias, música experimental e exploração sonora. Ao mesmo tempo, na ânsia de alimentar o cenário local e estendê-lo além de seus limites geográficos, busca consolidar uma rede de artistas, espaços e instituições. Esse ano o festival completará 10 anos e ocupará diversos espaços públicos da cidade.

O festival ocorre durante a semana santa e promove apresentações e formações que acontecerão no Cineclube Municipal de Córdoba. Para maiores informações sobre o festival e instragram @santonoise. Vídeo documental da edição de 2018.

 

>>>

Artista Satélite – Santo Noise 2019

Performance Sonora
Um Salto Adiante / Thais de Campos.
Dia: 19 de abril de 2019
Museo Genaro Perez

Realizadora audiovisual, diretora de arte, figurinista e musicista experimental que vive em Fortaleza – CE há 19 anos. Atua como diretora de arte e figurinista em diversos projetos de cinema no Brasil e é sócia da produtora de cinema e artes visuais e sonoras Caratapa desenvolvendo vários projetos em Fortaleza.

Além de realizar experimentos audiovisuais (live cinema), instalações e ações urbanas com diferentes parceiros, se aventura no campo da improvisação sonora e do noise, misturando instrumentos eletrônicos handmades, sintetizadores e percussão de objetos.

No desenho e pintura trabalha materiais encontrados nas ruas, fotos antigas, quadros abandonados, molduras velhas, misturando-os com papel, madeira e vidro, criando, através da sobreposição de camadas, pequenos universos orgânicos, florestas secretas que devoram e desintegram as imagens latentes.

 

>>>

Workshop Cine en vivo: som e imagem, do fragmento à sensação.
Dia: 18 de abril de 2019
Cineclub Municipal de Córdoba

Buscando alargar as possibilidades de articulação entre som e imagem na criação de uma performance audiovisual este workshop parte de quatro trabalhos realizados pela artista : Nós em Fortaleza, Medo do Escuro, Humanidade Inanimal e Um Salto Adiante; trabalhos que possuem no seu cerne a coleta intuitiva de fragmentos sonoros e visuais, a experimentação e o manuseio desses fragmentos até que se tome uma forma e a apresentação desse filme-colagem ao vivo ao público. Durante o workshop a artista irá projetar trechos dos trabalhos, conversar sobre os processos de criação de cada um e também irá utilizar seus equipamentos sonoros na experimentação de alguns improvisos com imagem e som.

Mais informações sobre a artista: